sexta-feira, 22 de abril de 2016

fulinaímicas



fulinaímica

o mar
violentava a barra
com a fúria da sua natureza

e este barquinho
flutuava em paz
pela correnteza

Artur Gomes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário