sexta-feira, 29 de abril de 2016

vertigem 6




vertigem 6

dessa vertigem
sobrou a rima
que é prima da palavra/imagem
V(l)ER na plataforma do sentido
o objeto do desejo
onde vai ser o beijo
no instante dardo
quando o bardo
dilacera toda fibra
toda tripa do estômago
sem válvula de escape
o índio e seu tacape
dentro a Oca fêmea
na palavra gêmea
que o gozo assume
como um vagalume
jorra a língua lume
sobre a pele impune
pode ser tapume
a carne que me aquece
ou faca de dois gumes
se eu esquecer o nome
é ela quem me esquece

Artur Gomes II

www.fulinaimicas.blogspot.com




vertigem 5

meu santo da-ime
livrai-me do abandono
das intensas noites de sono
da verdade nua e crua
do destino que me persegue
meu santo
dai-me
essa mulher semi-nua

Artur Gomes Gumes

Nenhum comentário:

Postar um comentário