segunda-feira, 23 de maio de 2016

com os dentes cravados na memória























com os dentes cravados na memória
vertigem 8

de pedra dourada ficaram dedos
em minha língua de pétalas
desejos não saciados
por águas de cachoeiras
por trilhas inalcançáveis
na pele dourada de sol

de pedra dourada ficaram minas
cravadas na flor da memória
no corpo cicatriz - tatuagem
nos olhos quanta vertigem
não sei por quantas viagens
ainda terei estas minas
em cada sulco dos dedos
em cada pedra nas mãos

Artur Gomes


Nenhum comentário:

Postar um comentário