sexta-feira, 23 de setembro de 2016

poÉtika



ando meu travestida
ultimamente
mas nem tanto
como a outra
que me segue ma descarta

na mesa ponho as cartas
arrombo  a porta
salto pela janela
detesto falsidade
boto fogo na cidade
e gozo nacara dela

Gigi Mocidade


eu não sou santa
eu sou a outra
uso pouca roupa
no corpo rasgo os panos

uso o necessário
sobre a flor da pele
até que o essencial
a alma te revele


Federika Lispector

Nenhum comentário:

Postar um comentário