sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

poétikas



a luz me vem em feixe
quando em pleno ar
avisto um peixe

aqui
os ponteiros
mordem os músculos
do relógio
com seus profanos dentes
onde não tem amanhã
nem ontem
                          só presente




quando beijei teus montes claros
vi um mar de minas

foto: Alice Diniz

que seja flor de mandacaru
em nosso SerTão de águas



em que rio escorre teus desejos?
com quantos beijos matarei tua sede
quando te jogar na rede do meu mar de algas?

Artur Gomes 
FULINAÍMA MultiProjetos


Nenhum comentário:

Postar um comentário