quinta-feira, 1 de abril de 2021

carne proibida 2


                      carne proibida 2

 

abusas no meu e-mail

no centro de gravidade

desse meu corpo elétrico

 

não me dissestes porque veio

acender a lâmpada

na metafísica dos poros

 

devoro teu corpo atlântico

com meu canino esquerdo

 

minha fome é quântica

como um barril de pólvora

com o pavio aceso

 

II

salsa alecrim alfavaca cebolinha

azeite limão hortelã vinagre

azeite com pimenta

 

quem resiste esse peixe temperado

que a poesia em mim inventra

 

vem lambe minha língua

que esse me(u)l sal te alimenta

 

Artur Gomes

O Homem Com A Flor Na Boca

www.fulinaimicas3.blogspot.com


Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)9981-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima

domingo, 28 de março de 2021

pátria a(r)mada

  


 pan(demônica)

para Salgado Maranhão

inspirado no seu poema Pá

 

passeio os pés descalços

sobre covas rasas

contando ossos no poema exposto

no sujeito do objeto

 

tudo isso exposto

nesse papo reto

segue o passo norte

 

não leio cartas de suicídio

nem decreto de hospício

na tentação que me conforte

 

quero matar o genocídio

pra não morrer antes da morte

 

Artur Gomes

Pátria A(r )mada – Editora Desconcertos – 2019

Prêmio Oswald de Andrade – UBE-Rio-2020

segunda edição – revisada e ampliada com publicação prevista para  2022

https://www.facebook.com/porradalirica


                                               

 Segue a pá nos enterrando

sem ter data pra parar;

choramos por todo lado,

sem termos com quem contar;

choramos em toda parte

entregues ao satanás:

quem tenta acolher não pode,

quem tem que fazer não faz.

 

Choramos para ninguém:

Bezerros que perdem a mãe.

 Salgado Maranhão

Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima

sexta-feira, 19 de março de 2021

literalmente


 

literalmente

 

pego na enxada diariamente

para capinar o quintal

da estação três cinco três

 

literalmente

 

não é metáfora

para lamber cio da terra

como na canção que Chico fez

 

Artur Gomes Fulinaíma

www.fulinaimagem.blogspot.com



tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi e boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi é boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi é boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home e boi e boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi é boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi e boi é home tem boi com fome tem boi com fome tem boi com fome home é boi e boi é home tem boi com fome

Artur Gomes

Boi-Pintadinho – 1980 –

www.fulinaimicas2.blogspot.com



                                                           Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima


quinta-feira, 11 de março de 2021

poéticas fulinaímicas

 

nathalia osório

 

nem sei quando te olhei a primeira vez

com esse olhar de capitu

mas já estava lá entre o sangue

a carne a pele os músculos

travegava na paisagem

como quem descasca uma manga

e despe até o caroço

era 5 horas da tarde de sol e árvores

de um dia que não sei qual era

mas já estava lá entre as retinas

a íris flor de lótus lírios

e o mar entre os cabelos

não eram ondas magnéticas

elétrica sinergia entre dois corpos animais

fôssemos cavalos aranhas mesmo  peixes

mas estava lá trêmula indecisa

e só falava entre os lábios

palavras que nem eu mesmo decifrava

quando toquei tuas mãos pela primeira vez

II

 

na des(construção) do corpo

fiz um trato comigo

com os olhos com os ouvidos

com o umbigo

 

pele por pele dente por dente

músculo por músculo pelo por pelo

medula por medula osso por osso

 

a sombra de narciso no espelho d´água

 

nathalia é o nome do desejo

aos pés da porta

entre avencas e amoras

minha flor de pêssego

pitangas mangas carambolas

 

o cheiro de alfavaca pirandella

juras secretas o livro que ela guardou

entre as costelas no litoral das costas

quânticas

 

fosse uma cama meu quintal

lençóis seriam folhas de hortelã

 

desço o dorso como quem desce

o corcovado ou o cristo redentor

soletrando as linhas curvas

do seu corpo como quem olha

a arquitetura de oscar niemeyer

nas dunas do barato em Ipanema

ou na praia do pecado em macaé

com o colírio de  batom na boca

e um gosto de mordida na maçã

 

ouço cecília nos versos

que em sua voz ainda não vieram 

mas virá -  dizendo

:

meus olhos são duas jabuticabas

que te espreitam selvagens

quando molha minha carne

como quem morde a ostra

na profana saliva da linguagem

 


 Ofício de Poeta

 

franzir a noite

é o mesmo que bordar o dia

costuro o tempo

com linha de pescar moinhos de vento

entre o franzido e o bordado

escrevo um desenredo

e vou foto.grafando

filmando poesia

na solidão dos meus brinquedos


Artur Gomes

www.fulinaimagem.blogspot.com

Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima

domingo, 7 de março de 2021

Goytacá Boy 2

 


 Goytacá Boy 2

 araraquara guaxindiba itaocara grumari

o que liga essas palavras ao  meu vocabulário

a carne índia o sangue a cachaça paraty

grussaí guarapary baia da guanabara

 

juntei meu goytacá seu guarani

tupi or not tupi

não foi a língua que ouvi em tua boca caiçara

 

piracicaba pirapora piraí

vim da tapera carioca

do roçado do aipim

cacomanga minha toca

meu coração ururaí

tupinambá goytacá tupiniquim

 

“Queremos a revolução Caraíba. Maior que a revolução Francesa. A unificação de todas as revoltas eficazes na direção do homem. Sem nós a Europa não teria sequer a sua pobre declaração dos direitos do homem. A idade de ouro anunciada pela América. A idade de ouro. E todas as girls”

                                                               Oswald de Andrade

 

quanta selva quanta  mata desmatada

desde o dia que o português pisou assim 


ó my brazyl

ainda em alto mar

cabral quando te viu

foi logo gritando

- Terra à Vista!

e de bandeja te entregando

pra união democrática ruralista.

 

Artur Gomes

www.fulinaimagem.blogspot.com

vamos comer 22

clic no link para ver o convite

https://portalfulinaima.blogspot.com/2021/03/22-100-anos-

depois.html#more


Fulinaíma MultiPtojetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima

sábado, 6 de março de 2021

22 100 Anos Depois

 

Semana de 22 –

100 Anos Depois

 O que seria Antropofagia Abapuru Manifesto Antropófago Santeiro do Mangue Macunaíma Paulicea Desvairada Cântico dos Cânticos Para Flautra e Violão Serafim Ponte Grande  Cinema Novo  Poesia Experimental Concreta Neo Concreta Parangolés Tropicália Poesia Visual Cine Poesia Pós Tudo Hoje

?

Antropofagicamente quero comer 22 e você?

Se te interessa  um desses assuntos te convido a vir comigo fazer uma reflexão sobre esses 100 Anos de História da Arte no Brasil, para a criação de um  projeto de re-leitura com alguns desses focos

Só a antropofagia nos une. Socialmente. Economicamente. Filosoficamente. Única lei do mundo. Expressão mascarada de todos os individualismos, de todos os coletivismos. De todas as religiões. De todos os tratados de paz. pobre declaração dos direitos do homem. A idade de ouro anunciada pela América. A idade de ouro. E todas as girls.

Tupy, or not tupy that is the question.

 Contra toda as cathecheses. contra a mãe dos Gracchos.

Só me interessa o que não é meu. Lei do homem. Lei do antropófago

 Oswald de Andrade

https://digital.bbm.usp.br/bitstream/bbm/7064/1/45000033273.pdf


Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima

quinta-feira, 4 de março de 2021

ofício de poeta

 

                                    nathalia osório

 II

 

na des(construção) do corpo

fiz um trato comigo

com os olhos com os ouvidos

com o umbigo

 

pele por pele dente por dente

músculo por músculo pelo por pelo

medula por medula osso por osso

 

a sombra de narciso no espelho d´água

 

nathalia é o nome do desejo

aos pés da porta

entre avencas e amoras

minha flor de pêssego

pitangas mangas carambolas

 

o cheiro de alfavaca pirandella

juras secretas o livro que ela guardou

entre as costelas no litoral das costas

quânticas

 

fosse uma cama meu quintal

lençóis seriam folhas de hortelã

 

desço o dorso como quem desce

o corcovado ou o cristo redentor

soletrando as linhas curvas

do seu corpo como quem olha

a arquitetura de oscar niemeyer

nas dunas do barato em Ipanema

ou na praia do pecado em macaé

com o colírio de  batom na boca

e um gosto de mordida na maçã

 

ouço cecília nos versos

que em sua voz ainda não vieram 

mas virá -  dizendo

:

meus olhos são duas jabuticabas

que te espreitam selvagens

quando molha minha carne

como quem morde a ostra

na profana saliva da linguagem

Ofício de Poeta

 

franzir a noite

é o mesmo que bordar o dia

costuro o tempo

com linha de pescar moinhos de vento


entre o franzido e o bordado

escrevo um desenredo

e vou foto.grafando

filmando poesia

na solidão dos meus brinquedos

 

Artur Gomes Fulinaíma 

Baudelíricas Baudeléricas

www.arturgomes.fotografia.blogspot.com 


Fulinaíma MultiProjetos

portalfulinaima@gmail.com

(22)99815-1268 – whatsapp

www.goytacity.blogspot.com

EntreVistas

www.arturgumes.blogspot.com

Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

https://www.facebook.com/studiofulinaima